CEPIR denuncia vice-presidente do Creci-MT por ato de racismo no MP

Presidente do CEPIR pediu afastamento imediato da função do vice-presidente do CRECI/MT

Por portaldapoliticamt em 20 de julho de 2020

O CEPIR (Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial de Mato Grosso), através do presidente Manoel Francisco da Silva Junior, representou por ato de racismo contra o vice-presidente do Creci de MT, Claudecir Contreira, que, em 2019, cometeu ato de injúria racial mediante preconceito e racismo contra o servidor da mesma instituição, Augusto César da Silva, de 40 anos.

Em um áudio enviado via WhatsApp, Contreira se refere a Augusto como “preto filho da p…”, numa atitude grave, que se insere em crime de cunho racial e o enquadra na Lei do Crime Racial nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, com previsão de prisão e indenização.

Reincidente, Contreira cometeu novamente ato de racismo contra o vereador por Cuiabá, Juca do Guaraná, quando, em áudio de WhatsApp, se dirigiu à Juca como “preto” comentando em uma conversa sobre uma pesquisa eleitoral.

Presidente do CEPIR, que solicitou o afastamento imediato de Contreira do cargo de vice-presidente do Creci, disse que o Conselho fez o que está em suas atribuições que é combater firmemente o racismo.

“Precisamos que este caso seja combativo e apurado pelo MP e não fique somente nas estatísticas, assim, nós provocamos o MP para que ele tom,e as medidas necessárias quanto a este caso, não é a primeira vez que este cidadão comete o ato de racismo, já é reincidente pela segunda vez, ele tem a prática de racismo com ele, ele precisa pagar, ele tem que responder por esse crime” disse Manoel.

Ainda sobre, Manoel desabafou que viver em uma sociedade sobre o peso do racismo é muito triste e que o Conselho acionou a presidência do Creci para que afaste imediatamente o vice.

“Nós, como Conselho, acionamos o presidente do Creci de MT e solicitamos o imediato afastamento do senhor Claudecir, que é vice-presidente, porque vemos que, uma instituição de respeito e de história, como é o Creci, não pode ter no seu quadro de diretoria, pessoas racistas” desabafou Manoel.

Manoel explicou que aguarda posicionamento do MP e da presidência do Creci e que vai acompanhar o caso até que seja apurado e tomado medidas cabíveis com a punição do acusado, conforme a Lei estabelece.

O Conselho Estadual de Promoção a Igualdade Racial, fica localizado na Rua 1 S/Nº, no Centro Político Administrativo, no prédio da Secretaria Executiva dos Conselhos, anexo ao Banco do Brasil, Cuiabá, MT. Cep- 78050-970.

Email: cepir@setasc.mt.gov.br.

Telefones: (65) 9.9226-4368 e (65) 9.8148-1813

banner white 980x288

Fonte: Da Redação

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta