2016: Licitação de gestão de Mauro Mendes derruba secretário de Emanuel

Por portaldapoliticamt em 26 de junho de 2020

O ex-secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira passos, foi afastado por decisão judicial, em relação a uma licitação feita na gestão do então prefeito Mauro Mendes, em 2016. Alex teve sua vida revirada, através da operação Olerlap, deflagrada no último dia 23. A licitação também foi homologada em 2016.

A Licitação teve início em 2016. A obra começou a ser executada em 2017, sendo finalizada em 2018.

A operação foi realizada pela Delegacia Especializada de Combate à Corrupção (Deccor) e da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), com apoio da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul.

A licitação em questão, foi de uma CMEI, na região do CPA III. A obra foi entregue pelo ex-secretário Alex Vieira Passos.

A PJC alega que foi pago medições em duplicidade. Por sua vez, o ex-secretário de educação de Cuiabá, Rafael Cotrim, afirmou que não houve duplicidade e irá comprovar isso com apoio técnico pericial.

Já Alex, explicou que não teme e que tudo, ao seu tempo, será esclarecido.

Nos bastidores, a informação é que a motivação da operação, com uma repercussão midiática como foi a Overlap, na verdade, teria sido pelo fato de que a educação cuiabana, em recente pesquisa interna, apontou 84% de aprovação e Vieira Passos seria cotado para ser o escolhido em ocupar o posto de vice-prefeito, em uma eventual chapa com Emanuel Pinheiro vindo a reeleição.

banner white 980x288

Fonte: Da Redação

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta