Carta aberta ao Governantes

Por portaldapoliticamt em 15 de maio de 2020

Em carta aberta endereçada a governantes, cientistas de várias instituições do país alertam para o grave momento da pandemia por Covid-19 no Brasil. De acordo com o documento, a situação do Brasil, quando comparada a outros países, tem uma série de agravantes que colocam o país em situação preocupante.

É sabido que a melhor e mais tradicional estratégia para se proteger e frear epidemias tem, para além das medidas sanitárias e imunizatórias, o isolamento social e a população em geral devem se manter em casa, evitando ao máximo os contatos externos. Foi nesse sentido que o Prefeito Emanuel Pinheiro decretou acertadamente pelo isolamento.

A SME possui um quadro de pessoal que é um patrimônio considerável em competência e habilidades técnicas e pedagógicas para através do teletrabalho aplicar atividades durante a suspensão do calendário escolar, uma solução muito aproveitável, inclusive quando considerado que muitos trabalhadores são professores.

As atividades remotas as intervenções pedagógicas, realizadas com ou sem o apoio das Tecnologias da Informação e Comunicação, que reúnem os estudantes em torno de saberes de componentes curriculares na construção do conhecimento à preparação dos alunos para a vida.

E é aí que a tecnologia faz toda diferença; a comunicação nos permite estar informados, manter o contato com amigos e familiares, reduzindo a sensação de isolamento e o acesso à muitos serviços sem necessidade de deslocamentos e aglomerações físicas.

Na Educação, por exemplo, apenas crianças em Cuiabá são mais 70 mil fora das escolas por conta da pandemia, o que tem forçado o emprego da tecnologia de forma inusual como o EaD no ensino fundamental. A própria Unesco já reconheceu que o caminho é pela EaD e está recomendando plataformas, aplicativos e técnicas que podem ser aplicadas pelos educadores para resolver essa necessidade incontornável.

É sabido também que não são todos os alunos da capital que possuem o acesso à internet, nesse sentido a contratação de uma TV ABERTA, pela SME, justifica a essência da Constituição Federal que o Estado tem que garantir o acesso a educação a todos e o estado de calamidade decretado em função da pandemia. Ninguém fica e ninguém pode ficar de fora.

Todos os caminhos e ações que a SME utilizar para que o acesso dos alunos, nesse período de pandemia, tem lastro legal, considerando que nenhum aluno pode ficar sem o acesso dos programas e ações da SME em cursos, nesse período de pandemia.

Por essa razão, parabenizo o Secretário Alex Vieira pelas relevantes ações que tem priorizado pela continuidade na interlocução da SME e dos Professores com os alunos. A contratação da TV aberta, tem lastro legal, um ato probo e de responsabilidade com a educação do Município.

 

 

 

 

 

 

 

 

Professor Me. Ivo da Silva – é lotado na EMEB Jesus Criança

banner white 980x288

Fonte: Da Redação

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta