Palmeiras chega a acordo com Sampaoli e fica perto de anunciar técnico

Técnico aceita reduzir pedida salarial, e advogados analisam detalhes do contrato; saída do Santos ainda é imbróglio

Por portaldapoliticamt em 12 de dezembro de 2019

O Palmeiras chegou a um acordo com o técnico Jorge Sampaoli. O presidente do clube, Mauricio Galiotte, se reuniu com o treinador nesta quinta-feira, no Rio de Janeiro. Sampaoli aceitou reduzir a pedida salarial, e os valores serão compensados com bônus por metas alcançadas. Com o acerto entre as partes, os advogados analisam o contrato e o técnico pode ser anunciado nos próximos dias.

Sampaoli havia pedido R$ 2 milhões mensais de salário, contando mais cinco auxiliares. O Palmeiras achou o valor alto e realizou uma contraproposta ao treinador. A oficialização deve ocorrer nos próximos dias, e a principal pendência é a rescisão de contrato do argentino com o Santos. O técnico e o clube alvinegro entraram em conflito sobre o pagamento da multa de 2,5 milhões de euros (R$ 11,4 milhões). Ele tinha contrato com o Santos até o fim de 2020.

Sampaoli negocia acerto com o Palmeiras 
Sampaoli negocia acerto com o Palmeiras Foto: Ivan Storti/Divulgação

Os advogados do Palmeiras e de Sampaoli tratam sobre os detalhes do contrato que será firmado. O clube alviverde tem pressa para acertar com o técnico e avançar em seu planejamento para 2020. O Palmeiras está sem treinador desde a saída de Mano Menezes no dia 1º de dezembro.

Sampaoli teve sua primeira experiência no futebol brasileiro neste ano, no comando do Santos. Em 65 jogos, o treinador obteve 35 vitórias, 15 empates e 15 derrotas, com 61,5% de aproveitamento. O time alvinegro terminou o Campeonato Brasileiro na segunda colocação, mas fracassou nos torneios de mata-mata: caiu na primeira fase da Copa Sul-Americana, nas oitavas de final da Copa do Brasil e na semifinal do Paulistão.

Nesta quarta-feira, o Palmeiras oficializou a chegada do novo diretor de futebol, Anderson Barros, que assinou contrato por duas temporadas após deixar o cargo de gerente de futebol no Botafogo. Ele vai ocupar a função que era de Alexandre Mattos, demitido também no dia 1º de dezembro.

banner white 980x288

Fonte: Ciro Campos, O Estado de S.Paulo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta